quinta-feira, 8 de abril de 2010

Sem retorno

Rio de Janeiro a março

De sol (a) sol

Choro em abril

Lágrimas de chuva

De gota em gota

Engulo a seco

Deslizes sem tobogãs

Ressaca de lei seca

De sol (a) dor

Cená Rio

Um comentário:

Mai disse...

Um trajeto como uma linha circular.
Quem dera pudéssemos dar o sinal e pedir prá descer...

abraços e bom final de semana