terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Summer time


Até a certeza em seu carro-forte

Sabe que a sorte

É colateral da paixão

E que o tropeço

É feito espinho

(Só um caminho)

Pra chegar na flor

Afinal

Quem é que não sabe

Que um humor sozinho

Sem ninho

E sem norte

Não faz verão?

Um comentário:

rodrigo de roure disse...

faz verão
faz, verão
faz isso, verão.