quinta-feira, 30 de julho de 2009

Casal gramatical

Ele é um sujeito cheio de predicados

Ela, uma oração insubordinada

Ele é uma metáfora nata

Ela, um advérbio de dúvida

Ele, cheio de interjeições, emenda um aposto no outro

Ela, cheia de emendas, zomba do soneto

Ambos substantivos próprios e abstratos

Unidos

Até que o hífen os separe

9 comentários:

M. disse...

FO-DA

Mariana Valle disse...

espetacular! ainda bem que o haroldo me recomendou ler o seu blog. tô adorando tudo.

Fábio Ricardo disse...

o hífen tem várias interpretações... mas quando a ficha caiu do que querias dizer, eu pensei alto: FODA!

Morango sem chantilly disse...

Adoro seus textos. Sou fã!
Beijocas

pequena disse...

o hifem não deveria separar nada!!!amo seus textos!!!! parabéns super!!!!

C.C. disse...

que lírico, beibe
amei

l'ondine disse...

total

A Fofoqueira S.A. disse...

Olá, Poliana
Volta e meia dou uma passadinha aqui

http://pratecomer.wordpress.com/2009/07/28/hello-world/#comments

lendo esse post, só conseguia me lembrar de você e dos seus textos.
Você poderia responder a esse cara por mim? hehee :)

beijo
Marcelle Morgan

Marcela Bertoletti disse...

Simples e maravilhoso!
Um poema genial, no estilo, Mario Quintana.
Adorei!