domingo, 18 de julho de 2010

Salvador


Tem um minuto que pararam horas

Pularam segundos

Dependuraram centésimos

Dali em diante

Só mesmo ‘um dia a gente se vê’

Com gosto de dendê

Podia ser

2 comentários:

Claudio Medeiros disse...

Muito bonito isso tudo aqui, as margens avantajadas, palavras certeiras feito flechas, isso do tempo delongaaaaar na Bahia. Me sinto num balaio balançando, num pelourinho, qualquer coisa assim. Parabéns!

rodrigo de roure disse...

cheiro de dendê é o que há! rs