sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Superfície

Estar no páreo sem saber exatamente do quê

Ter medo da própria coragem

Colocar colete salva-vida em terra firme

Andar descalço em mármore de Carrara

Usar mertiolate indolor

Preferir o certo ao duvidoso

Trepar apenas com a buceta

Desviar do assunto

Querer sem vontade

Tomar chamagne só porque é chic

Ser feliz em tese

Como vitórias-régias que nem se percebem invejosas de tudo que é profundo

E que nunca saem pra pescar sutilezas

2 comentários:

fabioricardo disse...

curti muito o lance das vitoria regias.

M. disse...

continua nesse nivel avassalador...

me rasga